Ir para o conteúdo

Prefeitura Municipal de Rio Pardo - RS
História do Município

HISTÓRICO DE RIO PARDO

 

Rio Pardo, importante marca para a história do Rio Grande do Sul, localizado na Depressão Central do Estado. Foi no século XVIII, que o Estado Português voltou sua atenção para o Rio Grande do Sul.

A fim de se resolver o grande problema de posse da terra na América, Espanha e Portugal, assinaram o Tratado de Madri em 1750. Alguns soldados instalaram-se nas margens do rio Jacuí formando uma comissão portuguesa.

Neste local, foi construído um forte (Jesus- Maria- José) com a finalidade de proteger as fronteiras do Império. Aos poucos um pequeno povoado surgiu junto à Fortaleza. Esse era habitado por militares e seus familiares, tropeiros, comerciantes e colonos açorianos.

O Forte torna-se de grande importância para a defesa do território, ficando conhecida como “Tranqueira invicta”.

O Porto Fluvial era o grande responsável pelo escoamento de produtos da região, através dele, chegavam às mercadorias que vinham de Porto Alegre, e tinham como destino abastecer as “Missões, o Pampa e a Serra”.

A Capitania do Rio Grande de São Pedro, em 1809, foi dividida em quatro municípios: Rio Grande, Porto Alegre, Santo Antonio da Patrulha e Rio Pardo. Entre os quatro, Rio Pardo possuía uma vasta área territorial. Melhoramentos foram efetuados, a população crescia, e os escravos representavam um quarto na totalidade da população.

Rio Pardo, nos primórdios do século XIX, era então um dos mais importantes centros militares, comerciais e culturais do Sul do Brasil. Palco de lutas e saques durante as revoluções.

No final do século XIX, Rio Pardo entra em decadência. Com a construção da Estrada de Ferro, diminui grande parte do movimento do Porto da cidade. Os batalhões do Exército são transferidos. A pecuária entra em crise. Há perda de territórios.

No período Republicano Rio Pardo foi sede de Escolas Militares, com a passagem de muitos vultos da história brasileira.

No século XX a rizicultura, recupera a economia do Município, na década de quarenta foram criados o Museu Municipal Barão de Santo Ângelo, a Biblioteca Pública e o Arquivo Histórico Municipal.

... Rio Pardo oferece especiais atrativos históricos por ter desempenhado papel importante na formação do Rio Grande e em fatos consideráveis da História. Cidade de um passado brilhante com muitos filhos ilustres, (barões, viscondes, escritores, professores, médicos, historiadores entre outros...), que se destacaram na História do Rio Grande e do Brasil.

Rio Pardo foi e é a lendária “Cidade Monumento” mantendo seus templos históricos e ricos em detalhes que nos falam das suas tradições. “Rio Pardo foi à sentinela avançada do Brasil, nas fronteiras do Sul.”

RIO PARDO esta encravada no coração do Rio Grande, pelo seu passado e pelos seus monumentos, casas e filhos ilustres é um “pedaço glorioso de chão brasileiro!”

Foi à fortaleza invencível do Brasil, nas lutas que teve de sustentar contra a invasão dos espanhóis.

Publicação: Arquivo Histórico - Neuza T D Quadros.

Fonte: DUMINIENSE PARANHOS ANTUNES – RIO PARDO “CIDADE MONUMENTO”
Liv. Globo POA, 1946, p. 19,21 e 26.
Bibliografia: PESAVENTO, Sandra. História do RS. POA: Mercado Aberto, 1982.
AREND, Silvia. Inventário da Documentação do AHMRP- RS. REZENDE, Marina de Quadros. Rio Pardo- Histórias Recordações e Lendas. POA: Fundação de Recursos Humanos, 1986.

 
endereço
Rua Andrade Neves, 324 - Centro
CEP: 96640-000
atendimento
Das 08:00hs às 12:00hs - 13:00h às 17:00h
contato
(51) 3731-1225
Versão do Sistema: 2.10.1 - 07/01/2021
Seta
Versão do Sistema: 2.10.1 - 07/01/2021
Copyright Instar - 2006-2021. Todos os direitos reservados - Instar Tecnologia Instar Tecnologia